Uma loja de rua para seus moradores e suas moradoras

29 de June de 2015

No dia 4 de julho, das 7h às 17h, será realizada a segunda edição do projeto The Street Store, na Av. Afonso Pena, 1377 – entre o Palácio das Artes e a entrada do Parque Municipal. “Trata-se de uma loja de rua para moradores de rua, sem fins lucrativos. Os moradores escolhem quais e quantas roupas e acessórios quiser, de acordo com seu gosto pessoal. (…) A ideia central é dar visibilidade para as pessoas que tratamos como invisíveis, além de romper com a lógica das doações verticalizadas. Em outras palavras: o morador de rua existe, deve ser visto e suas escolhas pessoais devem ser respeitadas. A roupa é apenas um vetor para que este processo de cidadania e humanização das relações aconteça”.

Saiba como doar e participar, clicando aqui.

Confira o vídeo da primeira edição do evento aqui em BH:

 

Exposição, bazar e oficinas de bordado

23 de June de 2015

painel

No dia 4 de julho, das 9h às 18h, serão realizadas atividades ligadas ao universo do bordado, na quadra da Escola Brincar (Rua Urucuia, n°62, Bairro Floresta). Além de exposição de bordados e de demais produtos artesanais para venda, também haverá oficinas. Na ocasião, o projeto Mãos que Bordam apresentará o painel que está sendo construído desde novembro de 2014 por bordadeiras(os) de todo o país.

O grupo começou a se articular durante o 1º Seminário Nacional do Bordado promovido pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) quando a pedagoga e professora de bordado Fátima Coelho foi convidada a palestrar no evento. Com o tema O Bordado e suas Histórias, o intuito foi reunir as práticas e expressões artísticas feitas com agulha e linha sobre o tecido, as pesquisas desenvolvidas sobre essa atividade e as histórias que envolvem e encantam a vida de quem borda.

“Convidei as minhas alunas a bordarem as mãos, com símbolos que remetessem às suas respectivas histórias de vida, e levei o material para apresentar no Seminário. Na oportunidade lancei a ideia de unirmos todas as pessoas que amam o bordado, como uma forma de expressar os sentimentos e emoções por meio das mãos e estimular essa prática”, explica Fátima, que começou a bordar por acaso (Segue relato abaixo).

Desde que o projeto foi lançado, mais de 100 bordadeiras(os) de todos os cantos do Brasil já enviaram as mãos bordadas para o endereço da pedagoga, em Belo Horizonte. As peças estão sendo unidas umas às outras para a construção de um painel que deve completar 500 unidades.

Como participar

Interessados em expor ainda podem realizar a inscrição, ao valor de R$50. Para participar das oficinas, será cobrado o valor unitário de R$20. Mais informações pelos telefones (31) 9992-6884 e (31) 3334-6884 ou pelo e-mail fatitocoelho@yahoo.com.br.

Bazar maos que bordam

Continue lendo »

Encontro das Famílias na Feira de Cultura do Brincar

3 de June de 2015

encontrocultural

No dia 30 de maio, o Brincar promoveu um sábado de muitos encontros. Encontros de saberes, cores, sons e sabores. As alunas, os alunos e a equipe da escola apresentaram aos pais e familiares os projetos desenvolvidos até o mês de maio de 2015.

Com um tema bem atual e importante, Flávia e sua turma apresentaram o tema água e comportamento. Não faltou um “chuveiro artificial” que proporcionou diversão entre os presentes, mas simbolizando o quanto a água é assunto sério e que nós devemos economizar todos os dias. A turma da Lu apresentou o teatro da poesia “Leilão de Jardim”, de Cecília Meireles. Esculturas de tamanho real, confeccionadas com tecido, papel e ataduras, feita com a forma e características pessoais dos alunos da Andreza, encantaram as famílias. A arte colorida de Romero Brito esteve representada pelas camisas pintadas e peças em biscuit feitas pelos alunos da professora Jouse Virgínia. Cíntia e sua turma resgataram brinquedos e brincadeiras da infância das famílias, alegrando esse encontro de pais e filhos.

Por sua vez, a “Brincartucada” animou os presentes, tendo os alunos e equipe como verdadeiros músicos e percussionistas. Após um saboroso lanche, as famílias foram convidadas a entrar em um trem formado pelos alunos e equipe da escola, ilustrando o projeto nos Trilhos do Passado.

Confira aqui as fotos desse encontro.