Arte cidadã

30 de May de 2016

 

sejaheroi (31)Na última quarta-feira (25), nossas alunas e nossos alunos saíram às ruas de Belo Horizonte clamando pelos direitos das pessoas com deficiência e conscientizando os passantes acerca da causa. Vestidos de super-heróis e super-heroínas, seguraram cartazes e colaram lambes com frases e desenhos que remetem ao direito à cidade, à acessibilidade e mobilidade urbana, ao direito de ser diferente. A atividade faz parte do projeto #SejaHeroiSejaHumano, desenvolvido durante as aulas de artes cênicas do professor Clóvis Domingos, em parceria com a jornalista Paula Lanza e o artista visual Warley Desali. Confira as fotos clicando aqui.

Seja Heroi Seja Humano

13 de May de 2016

As pessoas têm se tornado cada vez mais individualistas e incapazes de ter empatia pelos demais, de enxergarem o outro lado da moeda, de se abrirem para o novo, de reconhecerem e legitimarem a causa das minorias. A consequência disso é um mundo dominado pela intolerância e preconceito. Com a ação #SejaHeroiSejaHumano, convidamos a sociedade para transformar esse contexto, por meio da mudança de atitude na rua, no trânsito, no trabalho, em casa, na escola. Participe conosco da manifestação a ser realizada no dia 25 de maio (quarta), a partir das 10h, ou envie uma frase que traduza a sua inquietação, para que possamos confeccionar cartazes e lambes com esses dizeres.

gifs website
FreeGifMaker.me

 

 

 

A Maior Flor do Mundo

6 de May de 2016

flor (6)

Ao desenvolver o conto infantil A Maior Flor do Mundo, o escritor português José Saramago se deparou com um grande desafio: escrever para as crianças. Em seu livro, não apenas os pequenos, mas principalmente os adultos são conduzidos a uma viagem em busca do autoconhecimento. “E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos? Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?”, escreveu Saramago, ao final da história.

A partir dessa provocação, o professor de artes cênicas Clóvis Domingos propôs a elaboração de um livro sensorial pelas alunas e alunos, bem como pelas professoras Adriana e Andreza. Uma publicação para ser lida pelos sentidos, permeada por cores e texturas, percebida pela singularidade do corpo, unindo sentimento e sensação, poesia e estranhamento, um convite para se criar uma história por rastros, pegadas, materialidades, um alfabeto tátil e visual para corpos brincantes.

Assim, com a utilização de elementos da natureza, como sementes e terra, os participantes trilham os caminhos desconhecidos enfrentados pelo personagem principal, que luta pela sobrevivência de uma flor. Nessa trajetória, o menino e os leitores descobrem a importância da persistência e aprendem que não há limites para sonhar e que pequenos gestos são capazes de grandes resultados.

Clique aqui para conferir as fotos da produção do livro sensorial.

Noitada com pizza!

2 de May de 2016

saideira (4)

Na última sexta-feira (29 de abril) foi realizada mais uma edição do Projeto Saideira. Desta vez, na pizzaria Calábria, no bairro Floresta, onde o grupo de jovens e a equipe da escola foram muito bem recepcionados e atendidos.

A ideia do projeto é promover uma saída em uma sexta-feira do mês. Durante os seus quinze anos de realização, os estudantes já conheceram diversos locais da capital mineira. Foram duas vezes ao forró do Ziriguidum, um vez ao show da banda Skank, às noites de samba do Reciclo, a apresentações de teatro, cinema e dança, entre outros. Por meio do projeto, também já visitaram as casas uns dos outros.

saideira (2)

saideira (1) saideira (5) saideira (6)