0

A Maior Flor do Mundo

6 de May de 2016

flor (6)

Ao desenvolver o conto infantil A Maior Flor do Mundo, o escritor português José Saramago se deparou com um grande desafio: escrever para as crianças. Em seu livro, não apenas os pequenos, mas principalmente os adultos são conduzidos a uma viagem em busca do autoconhecimento. “E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos? Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?”, escreveu Saramago, ao final da história.

A partir dessa provocação, o professor de artes cênicas Clóvis Domingos propôs a elaboração de um livro sensorial pelas alunas e alunos, bem como pelas professoras Adriana e Andreza. Uma publicação para ser lida pelos sentidos, permeada por cores e texturas, percebida pela singularidade do corpo, unindo sentimento e sensação, poesia e estranhamento, um convite para se criar uma história por rastros, pegadas, materialidades, um alfabeto tátil e visual para corpos brincantes.

Assim, com a utilização de elementos da natureza, como sementes e terra, os participantes trilham os caminhos desconhecidos enfrentados pelo personagem principal, que luta pela sobrevivência de uma flor. Nessa trajetória, o menino e os leitores descobrem a importância da persistência e aprendem que não há limites para sonhar e que pequenos gestos são capazes de grandes resultados.

Clique aqui para conferir as fotos da produção do livro sensorial.

Deixe um comentário