Atividades especializadas

  • Terapia Ocupacional – No Brincar, a Terapia Ocupacional é desenvolvida por meio de diversas atividades, sendo as principais:
    Estimulação sensorial – Desde que nascemos, aprendemos a usar nossos sistemas sensoriais (visual, auditivo, tátil, olfativo, gustativo, proprioceptivo e vestibular) e as informações advindas dos mesmos para organizarmos o nosso comportamento.
    A integração desses sistemas confere ao indivíduo uma organização que lhe possibilita realizar com habilidade as atividades do seu dia a dia, como estudo, trabalho, lazer, entre outras.
    No Brincar, as atividades de estimulação sensorial visam a ampliar as oportunidades para os alunos vivenciarem sensações e adquirirem maior consciência e organização corporal, o que refletirá de forma positiva na participação nas atividades escolares.
    Comunicação Suplementar e/ou Alternativa (CSA) – É utilizada para potencializar a fala, escrita, aprendizagem e a comunicação de pessoas com necessidades especiais. Para isso são utilizados os mais diversos recursos, como o uso de gestos, expressões faciais, pranchas com o alfabeto ou símbolos pictográficos, além do uso de softwares adaptados.
    Uma das estratégias utilizadas para o desenvolvimento pedagógico e da linguagem com os alunos do Brincar é o uso de jogos confeccionados com símbolos pictográficos – Picture Communication Symbols (PCS). Por meio desse recurso podem ser trabalhados aspectos cognitivos (memória, atenção, raciocínio, concentração, resolução de problemas), sociais (limites, respeito pela vez do colega, regras do jogo) e de linguagem (ampliação do vocabulário, estímulo à comunicação).
    Informática adaptada – Nas aulas de informática, os alunos do Brincar são estimulados a explorar tanto a parte física do equipamento quanto o software utilizado, interagindo e compartilhando esse conhecimento com os colegas. As atividades desenvolvidas objetivam ampliar e facilitar os processos de aprendizagem da escrita, matemática e outros conteúdos pedagógicos. Adaptações diversas, como acionadores, teclados coloridos, mouses adaptados, plano inclinado e softwares específicos favorecem o acesso e a utilização do computador por alunos com necessidades educacionais especiais.
  • Música – O Brincar também oferece aulas de iniciação musical com atividades lúdicas e sensoriais, que contribuem para o desenvolvimento afetivo-psicológico do aluno, utilizando o estímulo rítmico e a expressão por meio da música. A confecção de instrumentos musicais utilizando material reciclável e a participação ativa do aluno na escolha de letras e canções também contribuem para um ambiente agradável de aprendizado e ensino.
  • Capoeira – A atividade exerce influência positiva sobre diversos aspectos do desenvolvimento humano: coordenação motora, sociabilidade, autoestima, criatividade, espontaneidade, concentração, disciplina, desenvolvimento sensorial.
    As aulas de capoeira realizadas com os alunos do Brincar ajudam a promover, em um ambiente agradável e de trocas em grupo, a manifestação da individualidade nos movimentos, a afetividade e a expressão verbal e não verbal no gingado ao som do berimbau.
  • Artes – Com uma proposta lúdica e sensorial, os alunos do Brincar são levados a experimentar atividades envolvendo desenho, colagem, pintura e reciclagem de materiais que, transformados por meio da ação e do sentir, constituem-se em uma linguagem estética representativa do “eu” de cada aluno. As aulas de artes também integram-se aos demais conteúdos vivenciados pelos alunos, permitindo-lhes uma aprendizagem rica e prazerosa.
  • Culinária – Nesta proposta os alunos vivenciam experiências práticas envolvendo os diferentes alimentos, preparam receitas saudáveis, analisam os ingredientes, os rótulos dos produtos, sua origem, validade, aprimorando todos os conteúdos do currículo escolar.
  • Inglês – O aprendizado da língua inglesa é inserido no cotidiano dos alunos por meio de músicas, jogos e brincadeiras, ampliando assim o seu conhecimento.